Número de telefone e WhatsApp do Programa Raul Gil

Fale com o Programa Raul Gil, entre em contato pelo número de telefone e WhatsApp. Espero que consigam participar do programa sem se inscrever, apenas ligando. Saiba qual é agora:

Lembrando que, para participar do Programa Raul Gil também é possível através de e-mail e do telefone do Raul Gil, espero que consigam realizar os seus sonhos, mande um recado para o Raul Gil nos comentários, ele lê.


Telefone do Programa Raul Gil é: 11 9796-9087

4 comentários sobre “Número de telefone e WhatsApp do Programa Raul Gil

  1. Olá Sr Raul Gil; Boa tarde!
    Somos da Agência som do céu assessoria gospel. Trabalhamos com diversos cantores no Rio e Brasil; gostaríamos de uma oportunidade e participação no seu programa a divulgar o trabalho da atualidade.
    Certo de que seremos em breve com resposta positiva desde já nossos agradecimentos.
    Atte;
    Davi Gouveia

  2. Oi , boa tarde !
    Eu me chamo Jaira Cristina , moro em São Gonçalo , e gostaria de saber como faço para estar realizando o sonho da minha neta Sophia , que em outubro , estará completando 06 anos de idade , e desde que fez 05 , ela vem me pedindo pra conhecer o vovô Raul Gil ?
    Obrigada pela atenção !

  3. RAUL GIL, A HOMENAGEM AO ARTISTA É UM DOS QUADROS MAIS LINDOS DO SEU PROGRAMA. RENOVE O QUADRO E RESGATE OS MENINOS QUE PASSARAM CANTANDO PARA ARTISTAS E HOJE SAO PROFISSIONAIS, COMO CRISTIAN FERNANDES. QUEREMOS ASSISTIR UMA HOMENAGEM PARA ELE E COM PARTICIPAÇÃO DE DANIEL.
    SOU ASSÍDUA AO SEU PROGRAMA, SOU DE BUENOS AIRES PE

  4. Sr. Raul Gil!
    Bom dia!
    Meu nome é Luiz Antonio Ribeiro, filho de Airton Ribeiro. Porque estou dizendo isto? Meu pai, falecido em 2002, contava que o senhor ia buscá-lo em casa, lá pelos idos de 1960, na Vila Prudente, capital de São Paulo. Ele tocava violão tenor. Muito admirado por Jacob do Bandolim, foi o escolhido para executar seus brilhantes solos nas duas Noites dos Choristas, realizadas pela Record em 1955 e 1956. Vocês foram muito amigos, pessoais e na música, talvez mais na música. Minha mãe conta que o senhor chegava no portão, lá na Rua Assupá, e gritava: – “ÔOO Airton, vamos embora rapaz!!!”. Você não entrava, mas minha mãe, ajudando meu pai a se arrumar respondia: – “Já está indo!!!”. Tudo descontraído. Alegre.
    Muito bem! Estou escrevendo a biografia de meu pai e gostaria de conversar com o senhor para que conte histórias, faça um rápido depoimento. Quero enaltecer a memória musical de meu pai. Ele foi reconhecidamente, no meio musical, um dos melhores violões tenor e bandolim. Sem dúvida foi mesmo! O senhor pode me conceder esta honra???
    Vou colocar o seguinte titulo na biografia dele: Airton Ribeiro – Um Ilustre Desconhecido. Falei com Milton Mori. Já ouvi o Isaias do Bandolim, ambos amigos dele. Falta falar com a Jane do Bandolim dentre outros. João Macacão já deu seu depoimento. Assim outros tantos. Sérgio Cabral também o conheceu e o escolheu para tocar o violão tenor de Garoto, numa homenagem póstuma ocorrida em 1977 no teatro São Pedro. Tem muita coisa sobre ele.
    Gostaria de contar com sua atenção no que puder. Muito obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *